NOTÍCIAS

03.10.2018
Movimento

O papel do profissional do movimento muitas vezes não é dizer às pessoas como elas devem se movimentar, mas criar as condições certas para que o aprendizado motor ocorra.

Proporcione aos seus alunos/pacientes uma oportunidade para explorar uma variedade de soluções de uma mesma tarefa. Uma vez que conquistado o controle de algum grau de liberdade/articulação, permita que eles façam julgamentos confiáveis e escolham ações com base em padrões relevantes no ambiente. 

Dê a eles a oportunidade de dar sua opinião quando e se possível através de uma descoberta guiada. Permita que eles façam parte de certos processos decisórios, e desenvolva novas estratégias de movimento únicos para as capacidades do seu cliente. 

Existem momentos que precisaremos intervir de forma mais fechada e enfática, mas que talvez seja para que num próximo momento isso facilite ao aluno encontrar suas próprias soluções motoras. 

Essa forma de raciocínio parece distante? Acho que nem tanto. 

Talvez a maior dificuldade seja considerarmos mais a interação indivíduo/tarefa/ambiente como um sistema constantemente em evolução, do que observarmos somente o indivíduo de forma isolada.

Fonte: Resgate do Movimento

Voltar para notícias