3 minutos Decisão tem desagradado a médicos, que falam em irregularidade Os laudos médicos até podem comprovar as doenças ocupacionais, mas a Justiça tem atuado de maneira mais criteriosa para identificar o causador de incapacidades funcionais e assim definir indenizações para trabalhadores prejudicados pela má qualidade do ambiente profissional. Vários juízes do Trabalho têm nomeado fisioterapeutas como peritos, com a intenção de analisar a ergonomia das empresas. A contratação desses especialistas é bem polêmica, mas tem crescido a cada dia no país. No Espírito Continue lendo

4 minutos Sergio Marinzeck Ft, M.Phty (Manip), MPA, IFOMPT Uma assunção comum entre profissionais da área de saúde, principalmente médicos e fisioterapeutas, é que o maior vilão para a dor lombar é a presença das deformações do disco intervertebral, conhecidas como protrusões, herniações ou extrusões. As evidências entretanto, nem sempre apontam que isso é verdadeiro.     Nos últimos 20 anos vários estudos usando RM (ressonância magnética) e tomografia foram feitos em indivíduos normais que participam de diversas atividades diferentes. Foi determinado que um grande Continue lendo

8 minutos Leia e saiba um pouco mais sobre seus direitos como Fisioterapeuta      Existe uma diferença entre o diagnóstico médico e o diagnóstico fisioterapêutico. Não no processo em si – é o mesmo em ambos os casos – mas nos fenômenos que estão sendo observados e classificados. O Fisioterapeuta não identifica a doença no sentido da patologia básica, mas grupos de sinais e sintomas relacionados a comportamentos motores e limitações funcionais físicas do paciente. Desta forma, o diagnóstico médico encaminhado ao Fisioterapeuta Continue lendo

1 minuto Contextualização: O câncer de mama constitui a primeira causa de morte entre as mulheres. Após tratamento cirúrgico (mastectomia) podem ocorrer algumas complicações, dentre elas o linfedema no membro homolateral à cirurgia. Objetivo: Analisar os efeitos da corrente de alta voltagem (CAV) no linfedema de membro superior em mulheres submetidas à mastectomia. Método: Foram selecionadas 15 voluntárias com idade entre 40 e 65 anos (51,13 ± 9,08) com mastectomia unilateral e apresentando como principal seqüela póscirúrgica o linfedema secundário. O protocolo de tratamento constituiu da aplicação Continue lendo

1 minuto Contextualização: A corrida é uma das atividades físicas mais populares do mundo, sendo que o número de praticantes vem crescendo nos últimos 40 anos. Uma das consequências do aumento da popularidade da prática de corrida é o aumento das lesões musculoesqueléticas. Objetivos: Descrever os hábitos, as características de treinamento e o histórico de lesões de corredores recreacionais, além de verificar possíveis associações entre os hábitos e as características de treinamento com lesões musculoesqueléticas prévias relacionadas à corrida. Métodos: Duzentos corredores preencheram um formulário Continue lendo

5 minutos Muitos não relacionam, mas o fortalecimento da musculatura glútea interfere diretamente na ação do quadril Ao ser vítima de um tombo, a aposentada Maria Marlene Santos, de 62 anos, teve um deslocamento nos quadris. Mas como sua mãe estava doente, adiou o tratamento o quanto pôde para se dedicar a ela. Essa atitude apenas agravou seu problema de saúde. O resultado foram as frequentes dores, dificuldade para dirigir e até caminhar. Já Sílvia Helena Barros, 60 anos, detectou o problema na região Continue lendo